Energia
Cooperativa

Mapa de
Iniciativas

  • Cooperativa Percília e Lúcio

Cooperativa Percília e Lúcio

2021

Ano de
Fundação

26

Capacidade de geração (kW)

34

Pessoas
envolvidas

34

Unidades consumidoras
recebendo créditos

Cooperativa

Cooperativa Percília e Lúcio

Esta é a primeira cooperativa de energia solar em favelas do Brasil, um projeto piloto da Revolusolar. Este projeto rendeu diversas premiações nacionais e internacionais para a organização, como o prêmio global da ONU Young Champions of the Earth.

A Revolusolar é uma associação sem fins lucrativos, fundada em 2015, com sede na favela da Babilônia, no Rio de Janeiro, com uma missão: promover o desenvolvimento sustentável de comunidades de baixa renda através da energia solar. Adotamos como norte a Agenda 2030 e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU. Nosso modelo de atuação, que chamamos de Ciclo Solar, combina instalações solares com eficiência energética, formação profissional e educação ambiental. As instalações são realizadas e mantidas pelos eletricistas e instaladores solares formados na comunidade. Essa capacitação, aliada à educação ambiental infantojuvenil, promove o envolvimento da população local em todas as fases do projeto. Procuramos assim integrar o tripé da sustentabilidade (econômico, social e ambiental).

Atuamos, desde 2015, nas favelas da Babilônia e Chapéu Mangueira (B&CM), onde já instalamos 38 kWp (energia solar para 2 comércios, 1 escola e 34 famílias), formamos 50 moradores como eletricistas e instaladores solares, incluindo a primeira mulher instaladora solar de uma favela, e temos 60 crianças e adolescentes no programa de educação ambiental.

Nossa estratégia para ações futuras inclui a replicação do Ciclo Solar em novas comunidades. Em cada comunidade, a proposta é avançar em duas etapas. Na primeira, instalamos painéis solares em uma instituição social local de referência e promovemos as primeiras turmas de capacitação profissional e de educação ambiental infantojuvenil. Este estágio inicial tangibiliza e socializa os benefícios da energia solar para a comunidade, e oferece oportunidades de aprendizado e engajamento por parte da população local. Na etapa seguinte, expandimos as instalações solares para as residências e comércio locais, por meio da modalidade de geração local junto à carga (instalações individuais) ou da geração compartilhada (cooperativas), dependendo das condições sociais, econômicas e territoriais da comunidade. Nesta segunda etapa, também consolidamos os moradores capacitados localmente como responsáveis pela manutenção do projeto.

Atuamos também com projetos de pesquisa e advocacy, de maneira a gerar e disseminar conhecimento sobre a democratização da transição energética e representar os interesses da população de baixa renda no setor energético.

Saiba mais em:

https://revolusolar.org.br/


Todos os direitos reservados.
Assine news